Gouvêa recebe em seu gabinete a comitiva da Associação Cavalhada Posse

Na ocasião, se faziam presentes além do Gestor Público, o Secretário de Governo, Alexandre Nunes, o Presidente da ACAPOSSE, João Batista e sua comitiva, composta pelo, Vice-Presidente, Glauber, Tesoureiro, Herlon, 1º Secretário- José Ribeiro e Silva e 2º Secretário Wilton da Hora.

A reunião teve como objetivo, a solicitação de uma área para a Associação, de total de 12 mil metros quadrados, necessários para a construção do cavalhodromo, com a justificativa de se tratar de uma entidade sem fins lucrativos, dedicada ao turismo da região a um século e este ano, por falta de um local apropriado o evento  corre o risco de não acontecer, devido a recomendação do MP, por não achar conveniente manifestações culturais serem realizadas no perímetro urbano da cidade.

Alexandre Nunes diz: "Por  oito anos, como Vice-Presidente  da associação, extingui a taxa de cobrança dos adereços usados  pelos cavaleiros durante o período festivo". Enfatizando que hoje a ACAPOSSE, conta com 32 Integrantes, sem nenhum custo com vestuário e um patrimônio avaliado em cerca de 36 mil reais .

A Cavalhada, é definida como "Teatro Folclórico" cuja origens busca na tradição romana e portuguesa, a luta simulada entre Cristãos e Mouros, representada por ocasião da festa religiosa do "Divino Espirito Santo" na Cidade de Posse-GO, realizado na segunda quinzena de maio, com a realização de: desfile a cavalo, corrida de cavaleiros, jogo de argolinhas, com o encerramento do encontro de todos os combatentes na missa realizada pelo pároco local na Igreja do Divino, com intuito de selar a paz entre os dois exércitos.

A Associação pleiteia junto a AGETUR em parceria com o Governo do Estado de Goiás, mais de Um Milhão de Reais para construção do Camarote, que irá acomodar confortavelmente os possenses, bem como os turistas que prestigiam o evento.

Texto: Ivan Carlos Brasileiro