Gouveia garante solução emergencial para crise de segurança pública de Posse

O principal problema nesta quarta-feira era garantir a retirada do Hospital Municipal de Posse, de um dos prisioneiros da polícia que havia sido baleado após participar do homicídio da pessoa conhecida como “Dinei Cigano”, que levou a uma revolta dentro desta comunidade, não só em Posse, mas em várias cidades circunvizinhas.
 
A pedido de Gouveia o secretário garantiu a escolta para a transferência do paciente que precisava de cuidados intensivos e segurança reforçada, o que não podia ser garantido no Hospital Municipal de Posse. Pela manhã Gouveia já havia determinado o envio de um ofício ao secretário de Segurança do Estado, relatando os problemas enfrentados nas últimas semanas em Posse. 
 
Participaram da reunião emergencial as seguintes autoridades: o prefeito de Posse José Gouveia, os secretários municipais de Saúde, Bete Manieri e Meio Ambiente, Rafael Lagreca, o Delegado do GENARC – Dr. Eduardo Carrara, o tenente coronel PM Heber de Souza Lima – Comandante do 13º CRPM; o Cap. PM Borba; Capitão Bombeiro Militar, Charles Xavier – Comandante do 3º PBM; o Superintendente Executivo da Saúde do Estado de Goiás, Dr. Halim Antônio Girade, e o diretor clínico do Hospital Municipal de Posse, Acir Carazzai.