Prefeito de Posse coordenará criação de consórcio de saúde do NE Goiano

A informação é da secretária Tonhá, que coordenou na tarde desta terça-feira, a primeira reunião de criação do Consórcio, que foi conduzida pelo representante da Secretaria Estadual de Saúde, Daves Soares Silva, assistente técnico da SES e coordenador dos consórcios públicos.
 
De acordo com o prefeito José Gouveia, apenas os municípios de Posse e Guarani já aprovaram a Lei Municipal necessária para a criação do consórcio e estão com todos os documentos necessários para esta instituição. No total 11 municípios deverão fazer parte deste Consórcio e eles têm até o final do ano para aprovar a Lei e preparar a documentação.
 
Posse é destaque no atendimento em Saúde na Região Nordeste do Estado, avaliou Soares. De acordo com os dados da própria Secretaria Estadual de Saúde, Posse encaminhou em 2013 somente 14.325 pessoas para atendimento em outras localidades, como por exemplo, Goiânia, enquanto fez o atendimento no próprio município de 147.396 pessoas.
 
Esta foi a primeira reunião realizada no Nordeste e contou com as presenças, além de Gouveia, dos prefeitos David Moreira, de Alvorada do Norte; Javan Júnior, de Mambaí; Volnei Momoli, de Guarani; José Neto, Simolândia; Andréia Depollo, de Damianópolis e Dourinha de Souza, de Sítio d’Ábadia.
 
Segundo Daves Soares, as demandas na área da saúde são sempre maiores que as receitas para todos os municípios. Ele afirmou que um dos principais objetivos do Consórcio é fazer com que os recursos cheguem de forma transparente para as prefeituras, “que hoje muitas vezes não têm a visão do quanto gastam e quanto recebem com a Saúde”.
 
Soares afirmou que o maior gargalo hoje na área da saúde é o atendimento dos procedimentos de média complexidade, já que nas urgências e emergências não há problemas e os municípios têm atuado na atenção básica, onde a economia a ser propiciada pelo consórcio deverá ter maior aplicação. “Existem recursos, o que falta é chegar aos municípios”,