Retomadas as ações em busca de recursos para continuar a reforma do Hospital

A reforma total do Hospital, que já concluiu as obras nas áreas de emergência, lavanderia, centro cirúrgico e recepção, está orçada em mais de um milhão de reais. A obra teve como diretrizes a adequação dos ambientes às exigências da Vigilância Sanitária, as normas de acessibilidade e a humanização do Hospital, tornando-o um espaço mais adequado, limpo, belo e agradável.

No Centro Cirúrgico do HMP, as janelas foram pintadas e os vidros receberam jateamento conforme normas estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

A instalação elétrica foi totalmente refeita, com substituição de fios, tomadas, disjuntores, entre outros equipamentos. O motor gerador, em estado lamentável, foi completamente limpo e reformado. Foi criada instalação própria para aparelhos de ar condicionado e para a canalização de oxigênio medicinal.

Foram adquiridos para o Centro Cirúrgico: bancada de inox sala de cirurgia; bancada de inox para expurgo; torneiras clínicas alavanca; três aparelhos de ar condicionado 18 btus; bate macas para corredores e sala de recuperação pós-anestésica; Oxigênio canalizado; Armários para vestiários masculino e feminino e Armários da sala de materiais esterilizados e roupa limpa.

Gouveia está preocupado agora com o ambulatório do Hospital e a internação. Estes são, segundo o prefeito, dois setores que continuam críticos no Hospital e que precisam ser reformados com urgência.