Posse terá segundo dia "D" contra aedes e intensificará campanha permanente

“Esperamos efetivamente o engajamento dos voluntários e dos funcionários de toda a prefeitura não só no início da campanha, mas em toda ela. O trabalho é muito grande apenas para a os servidores da Saúde. Queremos contar também desta vez com o apoio da Polícia Militar”, explicou Bete Manieri, secretária municipal de Saúde de Posse. 
 
Nesta quarta-feira houve uma grande reunião que contou com a presença da Hélida Figueiredo, gerente geral da Regional de Saúde  Nordeste II, do Tenente Euler, do Corpo de Bombeiros, dos secretários municipais Bete Manieri, da Saúde e Chefe, da Limpeza, o professor Célio, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Posse, o coordenador do Núcleo de Vigilância, Andrei e o coordenador do Núcleo de Atenção Básica, Estevano e o Luiz, coordenador do controle de endemias, quando foram traçadas as estratégias para esta nova etapa da campanha e do segundo “Dia D”.
 
De acordo com a estratégia traçada, no início da manhã do dia 11 haverá o encontro na Praça do Mãe Bela, será servido um café da manhã no Posto de Saúde do Setor. “Nosso objetivo é fazer com que neste dia todo o Setor seja visitado. Para isso, vamos procurar todas as secretarias, os servidores na Prefeitura, vamos passar uma lista para ver os voluntários que vão efetivamente trabalhar no mutirão”, afirmou Manieri.
 
No primeiro mutirão, por uma série de fatores alheios à Prefeitura, muitos voluntários não foram até o final com o trabalho de visitação. “No final os trabalhos ficaram por conta dos agentes de saúde e de endemias. É muito trabalho para esta equipe que não é grande. Precisamos de qualquer jeito conseguir gente para combater o aedes e todas as doenças que ele carrega”. 
 
Dos dias 15 a 19 de fevereiro o governo do Estado vai enviar máquinas para Posse que ficarão recolhendo lixo e entulho. O trabalho começará pelo Mãe Bela e o secretário de Limpeza, Chefe, coordenará as ações juntamente com o Estado. Neste maior problema da campanha neste momento é a falta de transporte para as equipes, avaliou Bete Manieri.
 
“Na verdade este não será um problema. O combate ao mosquito aedes aegypti é prioridade desta administração e não pouparemos esforços para garantir todos os recursos necessários, principalmente transporte para o deslocamento das equipes”, garantiu o prefeito municipal de Posse, José Gouveia. 
 
O prefeito lembrou que o foco não só acabar com os criadouros do vírus que forem encontrados, “mas ações de educação para evitar a criação de novos locais propícios à procriação dos mosquitos”, afirmou Gouveia.