Secretário acolhe a Coordenadora Geral do Cadastro Único do MDS

A Coordenadora Denise, em busca de um município brasileiro que apresentasse uma variedade de famílias que são identificadas no Cadastro Único, encontrou em Posse e nas imediações, todos os requisitos que procurava, como: Áreas Extrativistas, Quilombolas, Famílias Assentadas, Acampados. Posse, considerado o lugar ideal para o trabalho que estão realizando na edição deum vídeo institucional, graças à importância e o entendimento do trabalho por parte do Secretário de Ação Social Hallison, que de pronto se colocou a disposição da mesma,  por entender que se trata de um projeto maior.

Objetivando,  capacitar e sensibilizar os entrevistadores do Cadastro único e os gestores municipais em relação a necessidade de identificar os grupos tradicionais específicos por meio do preenchimento correto do cadastro.  Por essas informações,  se destaca também a  necessidade do desenvolvimento de ações municipais para a sensibilização dos beneficiários quanto à importância do cadastramento, que possibilitará a inclusão destes em outros programas, projetos e serviços oferecidos pela rede socioassistencial.

 

""

Onde  irão fazer a seleção das famílias que apresentam sinais de maior vulnerabilidade para os vários programas num total de 15, entre eles o Bolsa-Família, do próprio MDA, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil(PETI), e do Bolsa Verde, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, e etc…

Além, das autoridades acima citadas, se fazia presente nas incursões realizadas  a Assistente Social Lilian, a Gestora Municipal do Cadastro Único –Laiane, e a equipe da SM Produções do RJ, composta por: Marco Fabiano- Produtor; Guto Gross-Assistente; Luís Ventura-Cinegrafista, e Sergio Miranda-Diretor Geral.

Na segunda-feira(29), o Secretário Hallison, fez questão de levar e apresentar a Coordenadora do MDA, a Senhora Maria Couber da Silva Melo, artesã extrativista que trabalha com o capim dourado, na fabricação de chapéu, chaveiro, brinco e colar , residente  no Pov. São João, a cerca de 86 km de Posse, no município de São Domingos-GO. Na ocasião, a comitiva se deslocou até a  Igreja São João Evangelista , onde estava sendo ministrado um curso de artesanato pela professora de Goiânia,  Marcelene Soriano, do Sistema  FaegSenar, que aguardava pelos ilustres convidados juntamente com as  12 mulheres  participantes, que a principio iriam trabalhar com água e palha de milho na fabricação de flores, tapetes, jarros e bonecas.

""

Na sequencia, todos se dirigiram à Fazenda Palmeira, encravada no Parque Estadual da Terra Ronca, onde se depararam com famílias de extrativistas, a exemplo da  Senhora Vera Lucia Ferreira Lima, de 50 anos, casada e mãe de 3 filhos, sobrevive da  fabricação do óleo do coco de babaçu e com os benefícios da Bolsa Família e da Bolsa Verde. Na ocasião, à matriarca da família, Dona Evangelina Pereira, de 78 anos fez questão de mostrar a matéria prima para a produção de doce de buriti que modela com suas próprias mãos.

Na terça-feira(30), a comitiva se dirigiu à Cooperativa dos Agricultores Familiares do Projeto de Assentamento Nova Grécia, com 64 famílias, que produzem feijão, arroz, milho, banana, cana de açúcar e o forte é a pecuária, ocasião em que o Presidente Emivaldo Alves dos Reis, foi receptivo apresentando algumas das famílias assentadas que enfatizavam as dificuldades enfrentadas no passado e as bonanças colhidas hoje na terra prometida em resposta aos questionamentos da Gestora local do Cadastro Único-Laiane e da equipe da SM Produções.

A assentada, Sra. Elaine Olindina Tenório, diz: "Antes morávamos em barraco de lona e hoje como vocês estão vendo, tudo mudou, graças a Associação, as pessoas, ao Governo Federal que  nos ampara até hoje com os programas assistenciais".

Na residência do casal Izequias Rodrigues Carvalho e Marilene Fernandes, foi servido um almoço a todos. No período vespertino, o destino foi os acampados nas imediações da caixa d’água no Setor Buenos Aires.  

Na quarta-feira (31), foi realizada uma sessão de imagens no centro comercial e na parte histórica da cidade, na captação da movimentação e dos hábitos simplório do povo. O seguimento dos trabalhos se dará no Rio de Janeiro, buscando o Catador de Material Reciclável, Comunidade de Terreiro que também são grupos familiares identificados no Cadastro Único e com os quais também serão feitas imagens e entrevistas  para a finalização do vídeo.

""

Elaine Direito ao ser questionada pela reportagem do portal da Prefeitura (posse.go.gov.br), se o objetivo foi alcançado, respondeu: "Com certeza, com esse trabalho integrado, reforçaremos a busca ativa desse público em todo o país, através da sensibilização dos entrevistadores e dos gestores com a divulgação do vídeo, e graças à Posse, conseguimos ter todas as famílias que  queríamos, foram feitas imagens e entrevistas. O Secretário Hallison deu grande apoio para nós, acompanhou os trabalhos, entendeu a importância do que estamos fazendo, e só temos que agradecer a Gestão de Posse". Concluiu a Coordenadora Geral do Cadastro Único do MDS.  
 

Veja algumas fotos dessa ação

Texto e fotos: Ivan Carlos Brasileiro